Nota Fiscal Eletrônica 4.0, o que mudou? - Artigo / Cursos Módulos

Nota Fiscal Eletrônica 4.0, o que mudou?

  • Cursos Módulos
  • /
  • 03/09/2018

Mudanças da NFe versão 4.0

A NF-e 4.0 já funciona desde 2017, porém se tornará obrigatória a partir do dia 02/08/2.018, sendo o  padrão 3.10 não mais validadas pelos órgãos do governo (Sefaz).
 
Esta alteração está presente na Nota Técnica 2016.002,  que estabelece um novo layout da NF-e 4.0 para o documento fiscal, emitido em operações mercantis.
 
Entre as novidades, vale destacar a adoção do protocolo TLS 1.2 ou superior, sendo vedado o uso do protocolo SSL como padrão de comunicação, como vinha ocorrendo. O Objetivo dessa alteração é garantir maior segurança ao processo, o que não ocorria em razão da alegada vulnerabilidade do protocolo SSL.
 
Além de alterações no conteúdo técnico. também estão previstas modificações diversas em regras de validação, em atendimento a novos campos ou a novos controles.
 
Dentre essas alterações temos:
 
Fundo de Combate à Pobreza (FCP):
 
O novo leiaute traz campos relativos ao FCP para operações internas ou interestaduais com ou sem substituição tributária, devendo ser identificado o valor devido em decorrência do percentual do imposto recolhido ao fundo.
 
Forma de Pagamento
 
O campo indicador da forma de pagamento agora passa a integrar o Grupo de Informações de Pagamento, prevendo o preenchimento com dado sobre o valor de troco.
 
Se antes o campo se restringia a informar se o pagamento ocorreu à vista ou a prazo, agora é preciso informar qual o meio de pagamento utilizado, como dinheiro, cheque, cartão de crédito, de débito ou vale alimentação, entre outros.
 
Outras Alterações:

  1. No Grupo Identificação da Nota Fiscal Eletrônica, o campo Indicador de presença (indPres) agora pode ser preenchido com a opção 5 (operação presencial, fora do estabelecimento), que é o que ocorre no caso de venda ambulante. 
  2.  o Grupo X- Informações do Transporte da NF-e ganhou duas novas modalidades de frete. São elas: transporte próprio por conta do remetente e transporte próprio por conta do destinatário. 
  3. Grupo Rastreabilidade de Produto, passa a vigorar no novo leiaute. Sua função é trazer informações que permitam o rastreamento de produtos sujeitos a regulações sanitárias, como é o caso de defensivos agrícolas, itens veterinários, odontológicos, medicamentos, bebidas, águas envasadas e embalagens.
  4.  de medicamentos, o código da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve ser informado em campo específico que estreia nesta versão do documento.

Tags: nfe, nota fiscal eletronica, nfe 4.0



Comentários

Sobre Nós

Somos uma empresa que apoia o desenvolvimento profissional, e estamos em pleno processo de expansão e aproximando-se da liderança em cursos e treinamentos no país.

Newsletter

Receba nossa Agenda Mensal

Ao concordar com a política de privacidade você aceita receber e-mails da Cursos Módulos com informativos de cursos, agendas e promoções.

Nossos Contatos

Av. Brigadeiro Luís Antônio, nº 2050
Sobre Loja A (SL A)
São Paulo - SP

(11) 3285-4620
 (11) 99517-1666 (WhatsApp)