Entenda o Programa de Educação Profissional Continuada

Capacitadora pelo CRC/SP: SP00130.

A Cursos Módulos possui uma vasta agenda de treinamentos com pontuação no EPC do CRC/SP.
São cursos com pontuação de 4 à 48 pontos disponíveis a sua escolha.

Conheça nosso Pacote de Pontos do CRC

Você compra 40 créditos em nossos cursos com pontuação no CRC, e os utiliza pelo tempo que quiser.
Com isso, lhe é garantido o cumprimento dos requisitos anuais para o EPC.
Como funciona:
  • Você compra 40 créditos com a Cursos Módulos
  • Escolha nossos cursos com pontuação no CRC
  • Participe dos cursos escolhidos e tenha mais de 90% de frequência em sala, para ter direito aos pontos
Cada 1 (um) ponto, equivale 1 (um) crédito.

Valor do Pacote (40 Pontos): R$ 1.695,00

Um Pacote de 40 pontos, equivale a 5 cursos de carga horária de 8 horas
(você pode escolher cursos maiores ou menores até o seu limite de 40 Pontos).
Cada curso de 8 horas custa R$ 772,48.
Fazendo uma conta simples, 5 cursos (8 horas) vezes R$ 772,48 = R$ 3.862,40.
Você estará ecomizando R$ 2.167,40. Uma economia real de 56 %.
E ainda pague parcelo em até 10x SEM juros (ver condições aqui).

Comercial:
0800-771-7040  (para ligações de fixo)
(11) 3285-4620  (para ligações de fixo e celular)


O que é EPC? 
R: A Educação Profissional Continuada consiste em atividades programadas, formais e reconhecidas, que visam manter, atualizar e expandir os conhecimentos e competências técnicas e profissionais, as habilidades multidisciplinares e relacionamento, bem como os padrões éticos dos profissionais da Contabilidade. Estas são características indispensáveis à qualidade dos serviços prestados e ao pleno atendimento das normas que regem o exercício da profissão contábil, sendo uma atribuição que consta na letra "f" do art. 6º da nossa lei de regência ( Lei nº 9.295/1946 - que foi acrescentado pelo art. 76 da Lei nº 12.249, de 11 de junho de 2010).
 
Quem está obrigado? 
R: Além dos auditores, a partir de 2016, torna obrigatória a EPC para os profissionais que sejam responsáveis técnicos pelas demonstrações contábeis. Também para aqueles que exerçam funções de gerência/chefia na área contábil das empresas sujeitas à contratação de auditoria independente pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pelo Banco Central do Brasil (BCB), pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) ou empresas consideradas de grande porte  nos termos da Lei n.º 11.638/2007 (sociedades de grande porte) e agências reguladoras.
 
Como é a divisão do programa EPC? 
R: A Educação Profissional Continuada é dividida em obrigatória e facultativa:
 
Obrigatória: atualmente regulada pela NBC PG 12 (R1), de 10 de dezembro de 2015, com efeito desde 01 de janeiro de 2016, a Educação Profissional Continuada (EPC) é obrigatória (e complementar à facultativa) para as atividades constantes no item 4 da Norma.
 
É muito importante que o profissional que se enquadre nessa obrigatoriedade de EPC leia com muita atenção e tenha pleno conhecimento da NBC PG 12, uma vez que o seu descumprimento sujeitará o profissional a penalidades disciplinares e éticas.
 
Facultativa: a todos os demais profissionais da Contabilidade que não se enquadrarem nas atividades previstas na NBC PG 12, item 4, e dependerá de sua necessidade e iniciativa.
 
Contudo, ressaltamos que podemos considerar que dentro de alguns anos o exercício da profissão contábil estará condicionado à comprovação (dentro de regras específicas) do cumprimento da EPC pelo profissional. Podemos citar como exemplo a NBC PG 12  que, além dos auditores, a  partir de 2016, torna obrigatória a EPC para os profissionais que  sejam responsáveis técnicos pelas demonstrações contábeis. Também para aqueles que exerçam funções de gerência/chefia na área contábil das empresas sujeitas à contratação de auditoria independente pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), pelo Banco Central do Brasil (BCB), pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) ou empresas consideradas de grande porte  nos termos da Lei n.º 11.638/2007 (sociedades de grande porte) e agências reguladoras.

Quantos pontos eu preciso? 
R: De acordo com NBC PG 12: Os profissionais referidos no item 4 devem cumprir, no mínimo, 40 (quarenta) pontos de Educação Profissional Continuada por ano-calendário, conforme Tabelas de Pontuação constantes no Anexo II desta Norma.
 
SIGLAS:
 
- QTG: pontuação destinada aos auditores que exerçam atividades de auditoria independente nas empresas não mencionadas na pontuação CMN, como sócio, responsável técnico ou em cargo de direção ou gerência técnica de firmas de auditoria e de demais organizações contábeis que tenham em seu objeto social a atividade de auditoria independente.
 
- CMN: pontuação para os profissionais que exercem atividades de auditoria independente nas instituições financeiras e nas demais entidades autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil (BCB), na função de responsável técnico, diretor, gerente, supervisor e qualquer outro integrante, com função de gerência, da equipe envolvida nos trabalhos de auditoria.
 
- SUSEP: exercem atividades de auditoria independente nas sociedades seguradoras, resseguradoras, de capitalização e nas entidades abertas de previdência complementar reguladas pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), na função de responsável técnico, diretor, gerente, supervisor e qualquer outro integrante, com função de gerência, da equipe envolvida nos trabalhos de auditoria.
 
- ProGP: responsáveis técnicos pelas demonstrações contábeis, ou que exerçam funções de gerência/chefia no processo de elaboração das demonstrações contábeis das empresas sujeitas à contratação de auditoria independente pela CVM, pelo BCB, pela Susep ou consideradas de grande porte nos termos da Lei n.º 11.638/2007.  
- AUD: pontuação para profissionais que atuam na área de auditoria em qualquer tipo de empresa e que fazem parte do Cadastro Nacional de Auditores Independentes  
- BCB: pontuação específica para atender resolução do Banco Central do Brasil  
- PER: pontuação para Profissionais que fazem parte do Cadastro Nacional de Peritos